.

.
Clique na imagem acima para acessar nossa nova página no Facebook e interagir com outros leitores e comigo

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

θεωρία - Visão de Deus

Não tenho nenhuma reserva em afirmar que não tenho certeza de absolutamente nada. Não posso afirmar com plena segurança que tenha certeza infalível de nada. Isso inclui minha fé.

Creio na realidade de Deus, mas não acredito que Deus exista da mesma forma que todas as outras coisas ou pessoas existem. Em minha compreensão, o Divino transcende a existência. Transcendendo a existência, Deus também transcende nossa compreensão e, consequentemente, nossa linguagem. Sendo assim, Deus transcende nossas fórmulas doutrinárias e nossas demais construções teológicas. Para mim, a forma menos limitada e limitadora de se falar acerca de Deus é a forma metafórica da linguagem poética.

Não acredito num Deus que se assenta num trono governante em algum lugar objetivo do cosmo. Creio num Deus no qual nos movemos, somos e existimos. Num Deus no qual imaginamos, amamos, sussurramos, dançamos, criamos, crescemos, e deixamos de existir. Creio num Deus no qual vozes proféticas se elevam, vozes de todas as crenças, vozes iluminadas, e vozes equivocadas.

Meu Deus não é um ser, mas é o próprio ser. Meu Deus é a existência, a vida e a origem deste Universo e de todos os outros universos. Neste Deus ocorreu o Big Bang, e a consequente expansão cósmica. Dentro dele há matéria escura e partículas ínfimas, e há um espaço crescente.

Meu Deus é real, mas ele não existe pois ele é a própria existência. Meu Deus é um Nome, mas ele é mais que palavras. Meu Deus é uma visão, é a theoria (θεωρία).

+Gibson
Postar um comentário