.

.
Clique na imagem acima para acessar nossa nova página no Facebook e interagir com outros leitores e comigo

terça-feira, 5 de fevereiro de 2008

Uma Liturgia de Batismo

Amar é lançar fora o medo. Eu sempre busco o amor mas sou incapaz de amar porque sou incapaz de lançar fora o medo. O amor é tudo o que preciso. O amor é a fonte de uma vida de alegria. O amor é o meu verdadeiro destino. No amor encontro o sentido da vida. O amor é a base de todos os relacionamentos. Eu almejo o amor, mas o medo me impede de dar e receber, me impede de me realizar. (Satish Kumar)

No amor não existe medo; pelo contrário, o amor perfeito lança fora o medo, porque o medo supõe castigo. Por conseguinte, quem sente medo ainda não está realizado no amor. (I João 4:18)

Líder: Seus filhos não são seus. Eles são os filhos e as filhas da própria vida.
Todos: O amor está lançando fora o medo.
Líder: Eles vêm através de vocês mas não de vocês, e apesar de eles estarem com vocês eles não pertencem a vocês.
Todos: O amor está lançando fora o medo.
Líder: Vocês podem dar a eles seu amor mas não seus pensamentos, pois eles têm seus próprios pensamentos.
Todos: O amor está lançando fora o medo.
Líder: Vocês podem abrigar seus corpos mas não suas almas, pois suas almas habitam no lar do amanhã, que vocês não podem visitar, nem mesmo em seus sonhos.
Todos: O amor está lançando fora o medo.
Líder: Vocês podem se esforçar para ser como eles, mas não tentem torná-los como vocês. Pois a vida não volta atrás nem continua no ontem.
Todos: O amor está lançando fora o medo.
Líder: Vocês são os arcos dos quais seus filhos, como flechas vivas, são lançados.
Todos: O amor está lançando fora o medo.
Líder: O Arqueiro (Sagitário) vê o sinal no caminho do infinito, e te arqueia com força para que as flechas possam voar rápido e longe. Permita que tua arqueação nas mãos do Arqueiro sejam para a alegria.
Todos: O amor está lançando fora o medo.
(Kahlil Gibran)


Pergunta-se aos pais:

Você(s), NN, encorajará(ão) NN a ser honesto(a) consigo mesmo(a); a respeitar a vida, a amar profundamente, e a trabalhar pela paz e pela justiça, como ensinado e exemplificado por Jesus de Nazaré?

Sim, com a ajuda de Deus.

Você(s) ensinarão, por meio de seu exemplo, NN a responder com otimismo em vez de medo, a abraçar a descoberta em vez de ser limitado(a) por um sistema de crença, e a acreditar que não há fracasso, apenas oportunidades disfarçadas?

Sim, com a ajuda de Deus.


A criança é batizada:

Eu te batizo, NN, com água para significar tua ligação com o todo da vida. Acima de ti estão as estrelas. Abaixo de ti está a terra. Dentro de ti está a luz da vida. Possa teu amor ser constante como as estrelas. Possa tua vida ser firme como a terra. Que teu espírito possa brilhar como a luz. Você é abraçado(a) por Deus; interiormente com a dignidade e valor pessoal, por outros com a força da comunidade, e além com as infinitas possibilidades que te aguardam no futuro.



Nota:NN” na liturgia acima deve ser substituído pelo nome da criança a ser batizada.

domingo, 3 de fevereiro de 2008

Práticas Espirituais Alternativas Para Religiosos Liberais

Há muitas práticas espirituais possíveis. Você pode até mesmo criar a sua própria! A chave é praticá-las conscientemente e consistentemente. Aqui incluo algumas idéias de práticas espirituais:



Meditação

Sente-se quieta e confortavelmente, mantendo suas costas de forma reta, se possível. Focalize sua atenção calmamente em sua respiração. Faça isso por alguns minutos por dia inicialmente, e depois aumente o tempo. Não se preocupe se você se distrair e pensamentos invadirem sua mente. Quando perceber que isso aconteceu, simplesmente traga sua atenção de volta à sua respiração. Esta é a base da prática de meditação.

Gratidão

Mantenha um diário de gratidão: Ao fim de cada dia, liste de três a cinco coisas pelas quais você é grato. Esta prática de gratidão o ajudará a encontrar mais alegria nos pequenos acontecimentos da vida diária.
Independentemente de enviá-la ou não, escreva uma carta a alguém que tenha tido um efeito positivo em sua vida, descrevendo o que ela ou ele tenha feito e agradecendo a ela ou ele por isso.

Palavras

Memorize Poesia ou Escritura. Estas palavras gradualmente se tornarão parte de você. Você poderá descobrir que elas vêem à mente para apoiar e informar a sua vida de formas agradáveis e inesperadas.

Diário

Mantenha um diário, escrevendo o que você aprendeu a cada dia. Há muitas formas de fazer isso, mas a coisa importante é anotar os seus pensamentos e sentimentos do dia.
Ao fim da cada dia, registre pelo menos uma coisa que o surpreendeu, moveu, ou inspirou durante aquele dia. Isto o ajudará a encontrar um sentido muito maior em sua vida diária.

Prática de Atenção

Caminhe no campo ou em qualquer lugar tranqüilo e foque sua atenção em perceber tudo o que vem até você através de todos os seus sentidos. Perceba as imagens, sons, e aromas que você encontra enquanto caminha. Sinta o ar em sua pele e seu pé no chão. Se você perceber que sua atenção se desviou do momento presente, calmamente a traga de volta.
Esteja presente em suas atividades diárias. Por exemplo, lave as louças enquanto se concentra em nada mais além da louça, da água, do sabão e de suas ações.
Faça arte, como desenho ou pintura. Esteja presente nessa atividade e, se perceber que sua mente esta vagando, traga gentilmente seus pensamentos de volta ao momento presente e ao que você está fazendo.

Generosidade

Faça doações regularmente – isso nos traz alegria e satisfação. Nossa doação não precisa ser de coisas materiais – nosso tempo e atenção estão entre os presentes mais preciosos que temos para dar.

Uma Oração Eucarística Liberal Inspirada no Jesus Histórico

Deus esteja com vocês.

E com você também.


Abram seus corações.

Nós os abrimos a Deus.


Demos graças ao Deus de todos.

Assim fazê-lo é digno e justo.


Gracioso Deus de amor,

em quem vivemos, nos movemos e temos nossa existência,

oferecemos nosso louvor pelo dom de um mundo pleno de maravilhas

e por nossa vida que vem de ti.

Glória a ti para todo o sempre.


Damos nossas graças por Jesus, o carpinteiro, o filho de Maria,

o presente de Nazaré para todo o mundo.

Ele trouxe boas-novas aos pobres, aos famintos e àqueles que choram.

Ele nos mostrou como ver o céu com os olhos de uma criança.

Ele nos ensinou que todos os que pedem, recebem,

que todos os que buscam, encontram,

e que para todos os que batem, a porta será aberta.

Celebramos a alegre presença do céu,

como Jesus nos ensinou, aqui mesmo em nosso meio:

o tesouro escondido encontrado num campo,

a minúscula semente de mostarda e a pequena porção de fermento,

o pródigo que retorna,

e a ovelha perdida levada para casa pelo pastor.

Glória a Deus para todo o sempre.


Portanto, elevamos nossas vozes com toda a criação

para proclamar a glória de Deus:

Venham, alegrem-se em Deus; louvem-no toda a terra.

Sirvam seu Deus, sirvam seu Deus,

alegremente sirvam seu Deus!

Aleluia, aleluia,

alegremente sirvam seu Deus;

aleluia, aleluia,

alegremente sirvam seu Deus!


Cura nossa mundo e o que nos tornamos.

Isto oramos em nome de Jesus,

que curou enfermos e recebeu excluídos e pecadores à mesa,

e nos ensinou a orar pelo pão que precisamos para o dia.


Ajuda-nos a crescer em consciência e compaixão

para que removamos a trave de nossos próprios olhos

antes de tentarmos tirar o cisco no olho de nosso próximo.

Dá-nos a graça de amarmos nossos inimigos

e de encontrarmos perdão quando perdoamos.

Não permita que sejamos escravizados a nossas posses

e que percamos a vida tentando preservá-la.

Lava os cálices de nosso ser por dentro e por fora

para que possamos viver uma nova vida na presença do céu

e nunca mais reclamar da vida,

mas que possamos crescer como os lírios, adornados em glória.

Glória a ti para todo o sempre.


Todas as coisas vêm de ti,

e te damos do que é teu.

Abençoa agora estes dons

e nosso sacramento de louvor e ação de graças.

Que possamos comer este pão e beber deste cálice,

lembrando da vida e ensinos de Jesus.

Que possamos comer este pão e beber deste cálice,

lembrando de seu corpo e sangue.

Que possamos comer este pão e beber deste cálice,

lembrando da presença do céu.

Glória a ti para todo o sempre.


Gracioso Deus, que és a base de nosso ser,

cantamos teu louvor

por Jesus, nosso Mestre,

no poder do Espírito Santo

agora e para sempre.

Glória a ti para todo o sempre. Amém.