.

.
Clique na imagem acima para acessar nossa nova página no Facebook e interagir com outros leitores e comigo

domingo, 10 de outubro de 2010

Entendendo as celebrações religiosas dos unitaristas

Em nossa adoração, nós, unitaristas brasileiros, seguimos uma liturgia baseada na tradição litúrgica e teológica cristã unitarista advinda, em parte, da tradição litúrgica anglicana como praticada por nossa "igreja-mãe" nos EUA (a King's Chapel). O formato de nossas celebrações é típico da maioria das igrejas protestantes litúrgicas. Apesar de sermos uma comunidade de fé adogmática, no sentido de não exigirmos uma afirmação ou adesão a quaisquer doutrinas ou interpretações religiosas particulares, ainda assim, somos uma comunidade cristã.
 
O ciclo anual de adoração em nossa comunidade segue o calendário do ano litúrgico cristão, com a adição de algumas datas especiais para nossa tradição, o Unitarismo. Em todos os nossos ofícios religiosos celebramos a Santa Comunhão, que é aberta, sem restrição alguma, a todos aqueles que dela queiram participar.

A pregação é parte integrante de nossa tradição. O ministro geralmente profere um sermão baseado ou inspirado em uma leitura da Bíblia apontada por um calendário que, com algumas variações, segue o Lecionário Comum Revisado. Os sermões muitas vezes são também inspirados por leituras de outras fontes, como escrituras de outras religiões ou textos da literatura universal que exibam o mesmo espírito das leituras bíblicas apontadas para o dia.

Um outro componente especial em nossos ofícios religiosos é um período de silêncio, no qual abrimos nossos corações e mentes para ouvir a voz do divino. Muitas vezes, durante esse período de silêncio, os participantes lêem ou fazem desenhos, como uma forma de darem espaço para o divino mover-se entre eles.

Outro componente especial em nossos ofícios religiosos é a música. Nossa congregação se diferencia de outras igrejas cristãs por não utilizar apenas canções religiosas em seus ofícios. Utilizamos toda música que seja bela e edificante para alimentar nossos corações. Com muita freqüência, canções populares são entoadas, além de música de várias partes do mundo e de várias tradições espirituais.
Postar um comentário