.

.
Clique na imagem acima para acessar nossa nova página no Facebook e interagir com outros leitores e comigo

quinta-feira, 29 de novembro de 2007

Salvação?!... Alguém?!

Eu fico perplexo, cada vez mais, com o espírito “de êxodo da realidade” que existe entre nós cristãos. O Cristianismo – como entendido pela maioria dos cristãos aqui em terras tupiniquins – é uma entidade especializada em prometer prêmios gloriosos numa suposta vida pós-terrena àqueles que se submetem a seus credos e confissões; e a abandonar a vida aqui e agora, num movimento de êxodo da realidade, virando as costas à necessidade de “salvação” que temos aqui mesmo.

O empenho em declarar com todo o vigor a “mensagem evangélica” de uma suposta salvação após a morte – o que não deixa de ser admirável – parece cegar-nos para a salvação que os humanos necessitam agora mesmo.
O nosso mundo está morrendo. E esta morte não é causada pela descrença de não-cristãos. Ela é causada parcialmente pela colaboração que os cristãos dão aos “assassinos” que estão espalhados pelo mundo.

Crianças morrem em todo o planeta de fome, e por falta de acesso às mínimas condições de vida. Garotos são levados pela máquina da violência, em decorrência de sua falta de oportunidades – aqui mesmo em nossas cidades. Garotas são carregadas pelos contrabandistas de seres humanos para serem escravas sexuais em várias partes de nosso país e do mundo. Mulheres ainda são vistas como inferiores pelos homens, e tratadas como tais. Pessoas de orientações sexuais ou identidades de gênero não consideradas “normais” ainda são espancados e assassinados pelos ditos “normais”. Os imigrantes de países vizinhos (como a Bolívia, por exemplo) ainda são semi-escravizados pelos donos de fábricas de roupas no centro da Cidade de São Paulo. Os habitantes do Sertão nordestino ainda sofrem pela falta de água, alimento e oportunidades, e pelo total descaso das autoridades estabelecidas.

E o que nós fazemos a respeito disso? Sentamos em bancos confortáveis em nossas igrejas, pregando a respeito de uma vida gloriosa que teremos com Deus depois desta vida! Cerramos nossos olhos frente a todas as injustiças e equívocos de nossa sociedade superficial, e de nossa religião burguesa!

O nosso mundo está morrendo! O aquecimento global está fazendo com que as calotas polares derretam, e há partes de nosso planeta sendo tragadas pelas águas dos oceanos. Os gases emitidos por nossos veículos e pelas indústrias que fabricam muitas das coisas que trazemos para dentro de nossos lares estão destruindo o que nos resta do ar que precisamos para viver. Animais silvestres ainda são armazenados como propriedade particular em nosso país, e maltratados... E a lista é infindável!

Não deixo de pensar nas palavras que se tornaram o lema da comunidade da qual sou o ministro: “Ó homem, já foi explicado o que é bom e o que o Senhor exige de você: praticar a justiça, amar a misericórdia, caminhar humildemente com o seu Deus.” (Miquéias 6:8)

A salvação é algo que pode ocorrer agora mesmo. A realização do reino de Deus é algo que deve acontecer hoje. Quando percebermos que é nossa obrigação defender a integridade da vida de todos os seres humanos – independentemente de eles acreditarem nas mesmas coisas que nós ou não -, quando nos dermos conta que é nossa responsabilidade cuidar do planeta que habitamos e de toda a sua vida, então estaremos anunciando uma mensagem capaz de transformar vidas. Estaremos, realmente, anunciando Boas Novas ao mundo.

Paz a todos!

Rev. Gibson da Costa
Postar um comentário